Não tire o batom vermelho

Quem não viu o vídeo da JoutJout sobre relacionamentos abusivos deveria ver. Às vezes você está em um e nem sabe, ou sabe, mas se recusa a aceitar.
Desse vídeo, saiu a expressão “não tire o batom vermelho” e ela pegou, o tal do batom vermelho virou símbolo na luta contra o abuso.

Clarice Falcão fez uma releitura da música Survivor do antigo grupo Destiny’s Child. A letra fala de uma mulher forte e que descobriu que não precisa de um cara pra viver e que a vida sem esse cara está muito melhor.
Isso é muito comum, quando se está em um relacionamento abusivo é como se o cara tirasse de você todo o seu brilho, força e talento. Você deixa de ser quem é e de fazer as coisas que fazia. Aos poucos vai perdendo a identidade pra viver a vida dele, da forma que ele quer.

Relacionamento abusivo não está diretamente relacionado com o machismo praticado pelo homem contra a mulher. A mulher pode ser o bicho ruim da relação, mulher e mulher, homem e homem. Qualquer um pode ter um comportamento destrutivo.

No clipe da Clarice Falcão as mulheres passam o batom vermelho da maneira que desejam.

“Acho o batom vermelho muito interessante, porque representa uma certa contradição padrão de beleza x liberdade feminina. Que na verdade não é contradição nenhuma.” – Clarice Falcão

Já passei por isso, não em um relacionamento amoroso, mas com “amigos”. Me arrumei para sair com as amigas mas estava sem batom. Quando encontrei todas na casa de uma delas uma estava de batom vermelho, já que eu estava sem, resolvi passar. O batom era lindo e fiquei feliz em usar. Não muito tempo depois ouço do cara (esse tal amigo) que eu deveria tirar o batom, segundo ele eu ficava com cara de puta e que eu não era uma, não era igual as meninas que estavam usando e ficava mais bonita sem ele!
Fiquei super irritada e triste com o que ouvi, chorei muito. Porra! É SÓ uma batom!
O FDP acabou com a minha maquiagem, quem ele pensou que era? Não me arrumei pra agradar nem ele nem ninguém, nem se ele fosse o último homem da terra.
Bom, minhas amigas estavam lá, refiz a maquiagem, passei o batom vermelho com mais gosto que antes e me diverti a noite toda e dei muita risada com as meninas.

“O batom vermelho é o que a gente quiser que ele seja. Demos um batom vermelho pra cada uma das mulheres e nada foi dirigido. A magia toda veio delas.” – Clarice Falcão

Os lucros e venda do fonograma no iTunes serão inteiramente revertidos para a Think Olga, uma ONG que luta pelos direitos das mulheres.

Não tirar o batom vermelho significa não desistir do que te faz feliz, não desistir do que te faz bem. Não tirar o batom vermelho não é não tirar apenas um batom, é não tirar a saia preferida, a camiseta preferida, é deixar o cabelo solto (ou preso) quando bem entender, e usar a cor de esmalte que quiser. Não tirar o batom vermelho é não tirar aquele moletom que te deixa quente e confortável. Não tirar o batom vermelho é não desistir de você.

Tirar o batom vermelho é dar razão pra quem está errado.

Não tire o batom vermelho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

  1. Todo mundo pode usar o que quiser, como e quando quiser. Isso é fato. Mas precisa estar de que podem falar mal, julgar, etc.
    Se você a pessoa não se importa com o que possam pensar ou dizer, ótimo. Porque a sociedade julga sim.
    Você é o que acredita ser ou o que os outros dizem que você é?
    Vivemos numa sociedade cujo comportamento sabemos de cor.
    Quem acha que é o que acredita ser, apenas o é para si mesmo.
    Se você vai andar numa mata fechada, você sabe que pode ter cobra, vai ter de usar perneiras de couro para não ser picado.
    O mundo aí fora é assim. Cheio de perigos por todos os lados. Cabe a cada um se proteger como pode.
    É injusto? Muito!!! Mas é a realidade.
    A sua maneira de pensar não vão convencer o restante das pessoas. As revoluções de Facebook são ridículas e não surtem efeito algum porque as pessoas não levam a sério. E nem devem. É tudo uma mentira. Fogo de palha.
    Aceite e aprenda a conviver com a nossa sociedade ou escolha uma na qual você se adapte.
    Ah, ou mude de vez para a Fadolandia, onde tudo é como você imagina.

  2. Mesmo porque, se formos tentar agradar a todos, não vamos conseguir. Eu já fui bem assim, tentava agradar o marido, amigos, etc, menos a mim mesma. Me perdi nisso! não sabia mais do eu gostava, o que me fazia bem. Me libertei disso, em tempo…rsss

    • O ponto é justamente esse. Eu adoro agradar os outros e fico feliz com isso. O problema é passar por cima do que você realmente quer pra que isso aconteça. Aí a gente se perde, como você disse. É verdade.

  3. Ei, tudo bem? Que post inspirador (tão inspirador que me deu uma ótima ideia para um post)!
    Nunca passei por situações desse tipo com homens, mas já vivi situações em que minhas próprias colegas de escola, me julgar por causa do meu super batom vermelho!

    Obrigada por esse post lindo viu <3 <3
    Bjuss Bjuss
    Thamara A.

    • Oi Thamara, tudo bem sim! Tenho tantas inspirações por aí que fico super feliz em inspirar alguém!!! Quando é com amiga é ruim também, né? Só vão parar o dia que elas quiserem usar um batom vermelho e o namorado fazer com elas o que elas fazem com você. Infelizmente é assim… Mas não liga não! Se você quer, use!

      Obrigada pela visita!
      Beeeeijos!
      Ariani Martins postou recentemente: Azul e vermelho juntos: Por um mundo mais roxo