4/52: Citações favoritas

Data: 06.05.2016  Categoria: Pessoal  Leitura: 3 minutes 

Esta era pra ser publicada na sexta passada. Será que nem uma vez por semana eu consigo manter o ritmo das coisas?

São tantas frases e trechos de poemas, poesias, livros e textos que eu gosto que a lista poderia ser muito maior, mas resolvi escolher apenas 5 e foi uma tarefa bem difícil. Confesso que ainda não sei se estou feliz com a escolha, mas foram algumas das [coisas] que achei anotadas no meu Moleskine enquanto tomava o meu Toddynho.

“A vergonha é uma desordem cavada em nós, talvez a mais íntima das emoções, corre pelo sangue, devassa o coração, destila pelos olhos.” – João Morgado

Vergonha é algo horrível de sentir. O medo a gente enfrenta, a raiva a gente da um jeito de focar em algo produtivo, mas a vergonha fica com a gente, fica com quem tem memória, a vergonha às vezes faz a gente buscar um terapeuta pois nem sempre desabafar ajuda. Na verdade, ainda não sei a diferença entre a vergonha e o arrependimento.

“…O ressentimento, a única emoção humana que pode durar a vida inteira, provê infinitas justificativas para suas más ações.” – Theodore Dalrymple

Essa é aquele tipo de frase que você entende, mas não consegue explicar, não sabe o que dizer, só sentir. Somos todos uns ressentidos, Pondé já me provou isso e eu odiei.

“…La capacidad para escuchar no significa aceptar lo que se ha dicho o incluso aceptar a la persona. Sólo escuchar.” – Em algum texto do Medium

Está faltando essa capacidade nas pessoas de uns tempos pra cá. Talvez, ela nunca tenha existido na maioria de nós, sem escutar não vamos chegar a lugar algum… não a um lugar bom.

“Nunca haverá paz no mundo, só quando ele acabar e o silêncio do universo nos cobrir com seu véu de indiferença.
Porque o universo não liga pra você. O sol não está nem aí pra nós, as estrelas não brilham pra nós, o mar não existe para que a gente nade dele.” – Pondé

Vale a pena lembrar que nós não somos ninguém nesse universo, somo só robozinhos de algo maior. Talvez nem tenha algo maior, nós não sabemos de nada! Mas isso não é triste não, olha pro céu e vê a imensidão de lá de cima. Olha pro mar, olha pra natureza. Está tudo funcionado sem precisar da nossa ajuda, está tudo funcionando muito bem e nada disso precisa da gente… pelo contrário.

“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?” – Fernando Pessoa

Precisa dizer mais alguma coisa?

Comentários

Be kind / Be nice

Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

%d blogueiros gostam disto: