Hoje é meu aniversário

Data: 04.06.2016  Categoria: Pessoal  Leitura: 3 minutes 

Na verdade, neste exato momento em que escrevo o post que vai ser publicado no dia do meu aniversário, dia 04 de junho, é dia 03 de junho e são 18:02 então ainda faltam algumas horas pra ser de fato o meu aniversário. Neste exato momento, há 25 anos atrás é provável que minha mãe não tivesse ideia de que a filha tão desejada iria nascer. Nasci de 7 meses!

Todo mundo (que eu conheço) que faz aniversário fica feliz com a data e comemora, faz festa, faz planos, vai pro bar e chama todos os amigos que conhece, comenta da data um mês antes, da um jeito de fazer com que as pessoas lembrem dela e de dar parabéns no dia. Eu não, sou igual cachorro correndo atrás de roda de carro e quando o carro para não sabe o que fazer.

Eu me escondo, tento fugir do “parabéns, muitas felicidades, tudo de bom” etc. É o discurso de ano novo, só que com um “parabéns” no começo da frase. E eu não sei reagir a nada disso, agradeço sem jeito com um sorriso amarelo. Exatamente como um ateu ouvindo um vai/fica com Deus.
Gosto de ouvir, gosto de ver que lembraram de mim, mas não sei como agir.
Nunca soube com que cara ficar enquanto todo mundo olhava pra mim e cantavam Parabéns. Eu alí, atrás do bolo e todo mundo olhando pra minha cara. Mas é assim que tem que ser né? Então a gente tenta ser o mais normal possível pra não ser chata. Mas eu sou chata pra caralho!

Passei o dia todinho de hoje (dia 03, dia anterior ao aniversário) quieta, calada e ouvindo música no fone de ouvido num volume alto o suficiente pra não ouvir ninguém mas que ninguém conseguisse ouvir o que sai dos fones, enquanto trabalho. Até meio mal humorada. Confesso que esqueci que faria/faço aniversário amanhã/hoje. Só não esqueci completamente pois o meu estado de espírito não me deixa esquecer que estou assim por conta do aniversário. Mas ainda não sei porque fico assim nos aniversários, ano após ano. Ainda to esperando o ano que vou agir naturalmente a tudo isso, em que idade isso chega? Pois parece que tenho 80 anos.

É uma deprê momentânea e chata pra caramba. Me incomoda mais o fato de não conseguir agir como as outras pessoas do que ficar deprê mesmo. Se tem algum momento da vida em que sou blasé é nessa data. Mas não é porque não me importo é porque não consigo me importar. Ou talvez eu me importe, mas não sei como demonstrar.

A parte boa de dar uma sumida nessa data e esperar que as pessoas lembrem de você é que a gente se surpreende com quem lembra.

Comentários

Be kind / Be nice

Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

%d blogueiros gostam disto: