As caça-fantasmas e o sexismo

Data: 01.07.2016  Categoria: Televisão  Leitura: 7 minutes 

“As caça-fantasmas” é alvo de ataque machista “assustador” diz diretor.

Vi essa notícia no meu twitter e lembrei de quando saiu o primeiro trailer e li comentários de homens tentando justificar a todo custo que o filme é uma merda dizendo que não deveriam fazer isso com um clássico, ou que a escolha de atriz Y não era uma boa escolha por motivos “técnicos” e fiquei tentando entender o motivo dessas acusações e violência toda por conta de um filme. Fico tentando entender de onde vem e qual é o motivo desse ódio existir.

Por que o ódio às mulheres, ao feminismo e a um filme com protagonistas mulheres? A desculpa para roteiro ruim de algo que ninguém viu ainda só prova que o sexismo no mundo cinematográfico e nerd existe e que o feminismo precisa continuar e vai continuar existindo enquanto esses pensamentos continuarem por aí.

“Este lixo foi feito apenas para agradas as feminazis”, escreveu um internauta no Twitter.

Não sei os motivos que levaram a fazer a “versão feminina” do filme, e não me interessa. O que interessa é que alguém teve a ideia e ela é genial. Isso é entretenimento e buscar sentido na diversão faz com que ela deixe de ser divertida. Se o motivo foi agradar as feministas o que importa? Ninguém é obrigado a gostar de tudo o que oferecem, mas não gostar de um filme usando como desculpa o roteiro de algo que você ainda não viu só faz a sua crítica perder a credibilidade. E te faz um babaca.

O primeiro trailer do filme se tornou o vídeo mais criticado da história do YouTube, com 900.000 ‘dislikes’, ao mesmo tempo que o diretor do longa-metragem, Paul Feig, e o elenco receberam ameaças de morte e comentários misóginos nas redes sociais.

Ameaças de morte! Gente! Por quê?
Como a Laura do PinkVader disse, “Filme ruim é anunciado todo dia, mas quantos destes incomodaram ao ponto de fazer pessoas se juntarem para torna-lo o vídeo mais negativo do YouTube?“.

O quanto que a vida pessoal destes homens é afetada para que odeiem tanto mulheres nos papéis principais? O que interfere na vida destes homens para que odeiem tanto o fato de ter um filme remake/reboot/continuação com mulheres?
As coisas que se lê por aí deixa bem claro que se essas mulheres fossem Angelina Jolie e Megan Fox eles não estariam reclamando tanto e chamariam as mulheres que falassem a respeito de invejosas, gordas e essas coisas que já estamos – infelizmente – acostumados a ler na internet.

Os críticos e a imprensa não ajudam. Colocam muito foco em detalhes que não têm importância nenhuma chamando muita atenção negativa para o filme e para o assunto. Sempre fazem questão de deixar claro que se trata de uma versão feminina, mas é só mais um filme lançado este ano junto com tantos outros, e ao contrário de alguns que são feitos pra gente refletir sobre as nossas atitudes e realmente nos tocam esse é só mais um filme com fantasmas e meleca verde. É feito para divertir e dar uma quebrada no gelo dessa nossa vida tão dura. Por que querem deixar esse momento duro também?

Mesmo que o filme não seja feito para que a gente pense no assunto isso aconteceu e que bom que estamos aqui pra refletir e falar a respeito do sexismo que as mulheres sofrem também na indústria cinematográfica. Isso pra não falar em games, livros, vida acadêmica, etc…

“Fazer uma nova versão de um destes filmes com um elenco majoritariamente feminino viola o sentimento de que este espaço público pertence a eles.” – Martha Lauzen

O mundo não é dos homens, o mundo é para quem estiver nele, o mundo é para todos. O mundo não tem dono e as áreas em que as pessoas trabalham também não deveriam ter.
Qualquer um entende que as coisas funcionavam assim antigamente. O homem trabalhava, a mulher cuidava da casa e dos filhos. Então, naturalmente os homens dominaram o mercado de trabalho, no teatro homens se vestiam de mulheres para os papéis e se uma mulher trabalhasse como atriz ela não era bem vista. O cinema é uma dessas áreas em que os homens predominam.

Li um comentário na página da notícia em que um cara diz: “Forçado, deveriam fazer uma equipe em que existam mulheres, mas só mulher é muito forçado”.
Então por que uma equipe só com homens não é forçada e com mulheres passa a ser? Nenhuma mulher criticou o fato de só ter homens em Os Mercenários, ou de ter apenas uma mulher no meio da equipe pois a proposta do filme é seguir o clichê armas, músculos e explosões dos filmes de ação do Stallone. O filme não foi feito nem para ser bom foi feito para reunir todos os astros desses filmes em um lugar só e fazer piada com isso.
Se resolverem fazer um remake de um clássico como O Poderoso Chefão aceito até que queimem colchões na rua, mas de qualquer forma o filme vai continuar intocável. Não estão destruindo todas as copias do original pra fazer um novo, fiquem calmos, vocês ainda poderão assistir o antigo.

ghostbusters2016

Entendemos o passado, mas ele deve ficar lá. E entendemos que os dias de hoje seja o reflexo dos dias de ontem, mudanças grandes não acontecem de um dia para o outro mas a esta altura esse tipo de pensamento já deveria ter mudado. É efeito do passado ter mais homens na área e como consequência esses homens escolhem homens para os papéis de seus filmes e escrevem sobre eles. A gente escreve sobre aquilo que nos identificamos, e não vejo maldade nisso.
Vejo maldade em desmerecer um filme, que não saiu ainda, pois o quarteto de caçadores de fantasmas é feito de mulheres ou quando um filme é escrito ou dirigido por uma. Vejo maldade em achar que uma mulher não faria o serviço tão bem quanto um homem. Não existe isso de fazer algo tão bem quanto um homem, ou o “serumaninho” faz ou não faz.

E pra mudar esse pensamento basta algo simples, contratar mais mulheres. Colocar mulheres nos papéis principais e/ou igualmente importantes e colocar mais mulheres por trás das câmeras também. Aí vai chegar o momento que o fato de ter mulheres ou não será irrelevante pra noticiar um filme, só a história vai bastar, como deveria ser.

Quanto ao filme e trailer, eu não entendo nada dessas coisas, sou do tipo que assiste um trailer e pensa “Hum, vou ver”. Não me venha falar de roteiro, elenco e interpretações impecáveis. É arte, e arte a gente sente, gosta ou não gosta e não tem que tentar explicar pra ninguém. Principalmente se você não trabalha com o assunto.
Não sou a pessoa mais indicada pra falar se é bom ou ruim, só posso mandar um gostei ou não gostei e dizer o porque. E na hora de ler críticas de gente que diz entender da coisa é bom saber filtrar e identificar se o crítico está mesmo sendo profissional.

A verdade é que tem público pra tudo e se você não gostou do filme não precisa desgraçar a vida de alguém que tenha gostado. Vale a pena ler esse post do PinkVader sobre o assunto.

E como diz Raul Seixas, se o rádio não toca a musica que você quer ouvir não procure dançar ao som daquela antiga valsa. É muito simples, é só mudar de estação. É só girar o botão.

Que venha 14 de julho!

Comentários

Be kind / Be nice

  • Olá Ariani estava procurando saber sobre o Caça Fantasmas novo e encontrei seu blog, gostei da sua critica é totalmente válida. A uns tempos atrás eu li um artigo que falava sobre Misóginos e eles infelizmente estão por toda a parte

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    CommentLuv badge

    %d blogueiros gostam disto: