Nem toda amizade tem que continuar existindo

Data: 08.07.2016  Categoria: Pessoal  Leitura: 3 minutes 

Estou na onda de desabafos por escrito, então esse post não vai ser muito diferente. Tenho muito rascunho velho que quero passar logo pra frente.

friendship

Eu gostava de você e ainda gosto, mas não da pra te manter por perto. Você é difícil e se está difícil é porque não é pra ser. Se a gente tem que ficar fazendo muito esforço toda hora cansa, e se cansa é porque não é pra ser. Existem amizades que não servem pra ser e não adianta insistir. Os esforços fazem parte da vida, mas não tem que ser sacrificante. Tem sacrifício que a gente faz com prazer, mas se não for o caso é melhor parar.

Não sei explicar, mas a sua conversa não bate com a minha, os seus interesses não batem com os meus, os nossos gostos não chegam nem a ser parecidos. Ainda que tenhamos algo em comum e essências parecidas o seu jeito não permite ter você por perto. Ou o meu, eu não sei.
Ver você tentar ser o que não é me irrita, me incomoda, e aí não consigo mais ficar perto. Você pode ser ou tentar ser o que quiser, mas longe de mim. Não posso te obrigar a ser você o tempo todo e se você quer ser outra pessoa tudo bem, mas longe de mim. O problema não sou eu, o problema não é você, o problema é a gente.

Não consigo conversar com você pois cada vez que a gente começa uma conversa boa você não escuta e fica pensando na resposta que vai me dar, na “zoada” que vai fazer pra parecer divertida para os outros (homens).

Nunca suportei esse tipo de coisa, nunca suportei risada alta pra chamar atenção, nunca suportei essa coisa de ficar perto dos meninos e dar risadinha. Não vai ser agora que vou suportar mulheres com atitudes “masculinas” para, claramente, chamar atenção de caras com aquele “desespero” de fazê-los perceber como você é diferente e melhor que as outras. Então prefiro ficar longe. Se você é diferente, ok, mas não tente provar isso pra ninguém.

Eu vejo quem você é, eu vejo o que te diferencia das outras pessoas, eu vejo do que você gosta, eu vejo a sua personalidade e vejo quando você se distancia dela. Acho que te conheço tão bem que sei que não tenho saco pra você.
Me sentia sufocada, me sentia cansada, me sentia obrigada, pressionada, presa. Você sugava o que eu tinha de bom como se você se alimentasse de mim. Não quero ofender, só quero dizer o que sinto.

O que eu acho mesmo é que estou ficando velha e sem paciência.

Nem toda amizade tem que existir, nem toda amizade tem que ser pra sempre e isso não é ruim, faz parte da vida. Faz parte do crescer e descobrir o que te faz bem e quem você é. Faz parte de descobrir o que você quer. O carinho fica e vai sempre existir, mas não é necessário estar perto a vida inteira.

 

Comentários

Be kind / Be nice

Seja o primeiro a comentar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

%d blogueiros gostam disto: